Blitz News
Notícias
Notícia
Atendimento de Refis não tem hora para fechar.

Nos dois últimos dias de atendimento, Refis não tem hora para fechar.

Data: 31/10/2017

Nos dois últimos dias de atendimento do Refis, antes do término da 1ª etapa, nesta terça-feira (31), a Prefeitura de Campo Grande ampliou o atendimento e vai manter as portas abertas até a hora que houver contribuintes no local.

A Central do IPTU, localizada na Rua Arthur Jorge, n.500, Centro, está com cerca de 40 atendentes preparados para fazer os atendimentos necessários a todos que vierem negociar seus débitos.

Uma tenda foi montada no estacionamento interno da Prefeitura, com todos os serviços, para agilizar ainda mais os atendimentos. A área está sendo usada para os atendimentos preferenciais.

O aposentado Ramón Brizuena Aniz acordou cedo para colocar o imposto em dia. “Eu me confundi e acabei não pagando o IPTU de 2016. Vim hoje aproveitar o desconto e estou saindo satisfeito. Eu devia R$ 460,00 e vou pagar R$ 350,00. Um desconto muito bom”, disse.

Ele enfatizou ainda que a população deve procurar a Prefeitura e colocar as contas em dia, pois os descontos estão valendo a  pena. “Quem está devendo deve vir e por em dia. Além de a pessoa quitar a dívida, contribui com o caixa da prefeitura para as necessidades da população”, salientou.

Jonatas Ribeiro / Foto: Marlon Ganassin

O representante externo Jonatas dos Santos Ribeiro também saiu satisfeito. Ele veio verificar a divida de um cliente que fechou a empresa há quase 20 anos na Junta Comercial e na Receita, mas havia deixado aberta na Prefeitura. “Quando ele encerrou a empresa não a fechou na Prefeitura e as dividas e multas foram correndo. Ele devia quase R$ 27 mil – a maioria em multa e juros – com o Refis a conta caiu para R$ 5,2 mil. Um valor muito bom comparado com o total, vamos pagar agora, encerrar a empresa, resolver isto de uma vez”, afirmou.

Descontão

Nesta 1ª etapa do Refis, o contribuinte tem 90% de desconto nos juros e na correção monetária no pagamento à vista, e 80% nas multas, das dívidas de tributárias e multas com o município. Exceção para multas de trânsito.

Já quem optar pelo pagamento parcelado terá desconto de 75% nos juros e na correção monetária em 6 vezes, e 30% nos juros e na correção monetária em 12 vezes. Multas não serão parceladas.

Publicidade