Blitz News
Notícias
Saúde
HU enfrenta queda no estoque de leite materno.

Hospital Universitário enfrenta queda no estoque de leite materno.

Data: 29/11/2017

O banco de leite materno do Hospital Universitário de Campo Grande enfrenta um período de baixa. Para se ter uma ideia, enquanto a demanda mensal é de 150 litros, a arrecadação no mês de setembro foi de 50.

O motivo da queda no estoque, segundo o hospital, é a pouca quantidade de doadoras. O ideal seria que pelo menos 80 mães contribuíssem, mas, atualmente, esse número é bem menor. Apenas 40 fazem a doação.

O reflexo dessa baixa no volume do banco são refrigeradores praticamente vazios. Enquanto isso, bebês em 35 leitos esperam pelo leite vindo de mulheres que, por algum motivo, resolveram contribuir e fazer a retirada.

"A mãe que doa leite é uma mãe que tem excedente de produção. Então, se ela não tirar o leite, a mama dela empedra. Engurgita. Então ela vai tirar conforme a necessidade dela", esclareceu a nutricionista Fernanda Menezes.

Em troca da ajuda, o hospital oferece atenção especial às mães parceiras. Elas recebem em casa os kits para fazer a retirada. Quando terminam, apenas armazenam e esperam que os lactaristas do HU passem fazendo a coleta.

"A gente pega o endereço, vai até a casa, coleta os dados, preenche o cadastro, esse cadastro é aprovado por uma médica. A orientação como massagear, como ordenhar, qual a melhor hora para ser feito, qual o melhor ritmo que essa doadora vai ter. Tudo é fornecido. Apenas um telefonema e a gente consegue oferecer todo esse material", explicou a lactarista Christian Oliveira.

Publicidade