Blitz News
Notícias
Coluna
#Empreendedorismo - Qual é o seu ângulo de foco?

#Empreendedorismo - Qual é o seu ângulo de foco?

Autor: Simone Cortes - Coaching Data: 25/03/2015

Qual é o seu ângulo de foco?

Você já deve ter ouvido falar da importância de ter foco nos objetivos e nas ações que devem ser realizadas para alcançar uma determinada meta, mas vou convidá-lo a refletir sobre a pergunta acima.

Muitas vezes temos grandes metas, elaboramos todo o planejamento para alcançá-las, mas com as dificuldades que vão aparecendo no caminho acabamos direcionando o foco para os problemas e “embaçamos” as soluções. Imagine uma câmera fotográfica, se você focar no rosto de uma pessoa, todo o ambiente ao redor embaça, porém se você focar no ambiente que está atrás da pessoa, o rosto dela embaça, isso chama-se ângulo de foco.

Um bom empreendedor não vive apenas de maravilhas, ele deve estar preparado para as adversidades que surgem no dia-a-dia, para isso é preciso manter o foco na solução, a pessoa que vive o empreendedorismo e não apenas diz que é empreendedor, encontra soluções rapidamente para os problemas.

No atual momento econômico que o Brasil vive, é muito comum encontrar empreendedores desanimados, com medo e até mesmo desenvolvendo ansiedade com o excesso de pensamentos preocupantes sobre o futuro, porém eles se esquecem de que somos brasileiros, já passamos por várias crises, por guerras, por desastres e sempre sobrevivemos. Você já parou para pensar a impressionante capacidade que o brasileiro tem de se reerguer e de se superar?

Se você respondeu que não, então o convido novamente a se fazer a pergunta inicial deste artigo: Onde está o seu ângulo de foco?

Diante de um problema existem duas possibilidades:

1° - Focar no problema, reclamar do mesmo, não resolver nada e piorar a situação;

2° - Focar na solução identificando as possibilidades e de fato resolver o problema.

Um dos meus mentores me ensinou que se não tem solução então não é problema, pois todo o problema tem solução. Quando eu aprendi isso e passei a gastar minhas energias no que dependia de mim, passei a viver com muito mais qualidade, inclusive consegui desenvolver um controle emocional que me proporcionou a cura de uma gastrite nervosa.

Vou dar-lhe um exemplo prático:

Você está indo para uma reunião, mas está chovendo muito e seu carro passou por um buraco na estrada que acabou estourando o pneu do carro, você tem as seguintes opções:

1° Focar no problema, começar a reclamar da prefeitura, ficar extremamente irritado no meio da chuva, perder a reunião e passar o resto do dia estressado.

2° Focar na solução, ligar para os integrantes da reunião adiando a mesma e explicar o motivo, trocar o pneu do carro com calma, chegar em casa todo molhado, tomar um belo banho e continuar suas atividades.

Eu sei, você pode estar pensando que é fácil falar, mas se você duvida das palavras escritas neste artigo, convido-lhe a fazer um teste por uma semana, regule o ângulo da sua câmera fotográfica e comece a focar na solução, caso você fique tentado a dizer que não existe solução, faça-se a seguinte pergunta: O QUE EU POSSO FAZER PARA RESOLVER ISTO?

Acredite, você vai se surpreender. Lembre-se que o que você foca, aumenta.  Não foque nos problemas, foque na solução!

 

 

Publicidade