Blitz News
Notícias
Entretenimento
Entenda por que a Netflix tira filmes e séries

Por que a Netflix tira filmes e séries do seu catálogo todos os meses

Data: 31/08/2018

Entra mês e sai mês a Netflix adiciona e também retira filmes e séries do seu catálogo em todos os mais de 190 países em que opera ao redor do mundo. Mas, por que isso acontece? É simples de entender, e você pode chorar suas pitangas antes que ocorra para tentar impedi-la de remover conteúdo. Isso explica porque certas produções, como “Game of Thrones” ou “Mr. Robot” não estão na Netflix. E é, por isso, também, que não é possível saber exatamente “quantos filmes tem na Netflix”.

Por que a Netflix tira filmes e séries do seu catálogo?

Isso acontece porque a Netflix licencia conteúdo de vídeo de estúdios no mundo todo. Essas licenças de exibição vencem se não forem renovadas (com um novo pagamento).

“Sempre tentamos manter os conteúdos de interesse do público, mas adquirimos as licenças de séries e filmes por um período determinado, não para sempre. Por isso, alguns títulos acabam deixando a Netflix”, explica o serviço de streaming global.

Ainda de acordo com a Netflix, se uma série ou filme que você gosta estiver saindo, é porque o contrato de licença está prestes a terminar e, nesse caso, você pode pedir para o conteúdo voltar ou sugerir filmes e séries adicionais para compor o catálogo.

O licenciamento de conteúdo — que chacoalha o catálogo praticamente toda semana — inclui vídeos traduzidos para diversas línguas, e também costuma ter cláusulas locais. E isso é uma das coisas que faz com que o catálogo seja diferente de país para país. Por essa razão, o uso de VPN é polêmico, já que os contratos podem prever apenas a exibição para um país e não para outros. Essa mudança de IP tem sido bloqueada.

Como a Netflix decide se renova ou não o contrato?

Quando uma série ou filme está prestes a ter seus contratos vencidos, a empresa precisa decidir se o título será renovado. Como ela faz isso? Usando os mesmos critérios da seleção de novos conteúdos. São levados em conta fatores importantes como:

  • Os direitos de renovação da licença para transmissão online ainda estão disponíveis? Ou seja, nenhuma outra empresa/canal comprou os direitos.
  • Qual é a popularidade e o custo daquele título? Previsão da audiência.
  • Há outros fatores sazonais ou regionais? São filmes de Natal, por exemplo?

Essas e outras perguntas são feitas e analisadas pela Netflix todos os meses. Se uma série ou filme for renovado, continuará na Netflix. Se não for renovado, vai deixar o catálogo. Se seus direitos forem de outros serviços de streaming, como Amazon Prime Video, HBO GO, FOX+, Crackle, Globo Play, entre outros, será de exclusividade de quem garantiu esses direitos de exibição (e pagou bem por isso). Ou, se forem conteúdo original da própria Netflix, não darão adeus a menos que a empresa desista de fornecê-los aos seus usuários aqui e ali. É um jogo de contratos e calendários.

Estes últimos são produzidos internamente e com direitos exclusivos para transmitir na Netflix como “Orange Is the New Black”, “Stranger Things”, “BoJack Horseman”, “Unbreakable Kimmy Schmidt” e muitos outros, chamados “Produções de Originais”.

Publicidade