Blitz News
Notícias
Entretenimento
As histórias por trás das tradições de Halloween

As histórias por trás das famosas tradições de Halloween

Data: 31/10/2018 Fonte: Capricho

Embora o Halloween, ou Dia das Bruxas, não seja essencialmente comemorado da forma tradicional no Brasil, muitos de nós crescemos assistindo filmes, desenhos e séries de televisão que mostravam as tradições desta data. As abóboras decoradas, as fantasias e o hábito de pedir doces através do “gostosuras ou travessuras?” não são e nunca foram coisas tão comuns na nossa cultura, mas quem nunca ouviu falar dessas tradições? Entretanto, nem todo mundo sabe a origem delas. Por isso, separamos algumas histórias que você deveria conhecer neste Halloween! Vamos lá?

1. O Dia dos Mortos
Lá no início da humanidade, os povos celtas acreditavam que o Ano Novo era celebrado no primeiro dia de novembro, quando o inverno começava. Por isso, eles também achavam que a última noite do ano, 31 de outubro, era quando a linha que separa o mundo dos vivos e dos mortos se tornava mais frágil e os fantasmas poderiam retornar à Terra.

Por isso, o Samhain era celebrado no dia 31 de outubro, um festival no qual as pessoas vestiam fantasias feitas de cabeças de animais. Os druidas, que eram os líderes religiosos do povo, faziam predições sobre o futuro na presença desses espíritos e acendiam fogueiras para queimar vegetais e sacrificar animais. Ao final do festival, cada família acendia uma tocha na fogueira e levava para a lareira de casa, de forma que o fogo sagrado protegesse o lar durante o inverno.

2. Abóboras e a lenda do Jack o’Lantern
A tradição das abóboras iluminadas surgiu na Irlanda através de uma lenda conhecida como Jack o’Lantern. De acordo com a história de terror, Jack era um homem alcoólatra que cruzou com o ~demônio~ várias vezes e o enganava para não ser levado ao inferno. Quando Jack bebeu tanto até morrer, sua entrada foi negada tanto no céu quanto no inferno, já que havia enganado e humilhado o demônio tantas vezes. Sem ter para onde ir, o espírito de Jack passou a vagar com velas dentro de nabos para iluminar sua alma.

O costume foi levado aos Estados Unidos pelos imigrantes irlandeses que, ao ver que as abóboras eram mais abundantes lá do que os nabos, passaram a usá-las na tradição do All Hallows Eve (véspera do Dia de Todos os Santos) que, mais tarde, tornou-se o Halloween.

3. Gostosuras ou Travessuras?
O costume de pedir doces vem, na verdade, de uma antiga tradição celta. Na Idade Média, existia uma atividade cultural chamada de souling, na qual crianças saiam andando pelas ruas e pedindo um pedaço de bolo. O alimento era um ato de caridade para as “almas” dos falecidos e, em troca do bolo, as crianças ofereciam uma oração pela família que ajudasse.

A brincadeira, contudo, evoluiu na Inglaterra entre os anos 1500 e 1700, durante o período da perseguição protestante contra os católicos. Foi quando as crianças passaram a ameaçar as famílias que não davam doces (geralmente famílias católicas), dizendo que fariam alguma travessura; por isso, “gostosuras ou travessuras?”.

4. E as fantasias?
O costume de se fantasiar durante o Halloween surgiu porque muitas pessoas acreditavam que os fantasmas ficavam perambulando no mundo dos vivos durante a véspera do Dia de Todos os Santos e perseguiam os entes queridos que fossem vistos com vida. Por isso, para evitar que fossem reconhecidas, as pessoas vestiam máscaras e fantasias para passarem despercebidas pelos fantasmas, que só achariam que eram outros fantasmas. Bizarro, né?

Publicidade