Blitz News
Notícias
Gastronomia
Happy hour ganha novo status no horário de verão

Happy hour ganha novo status no horário de verão, com descontos na gelada

Data: 06/11/2018 Fonte: CG NEWS

Amado por uns, odiado por outros, quando o horário de verão chega é a porta do bar que ferve. Descontos de até 50% em bebidas e petiscos a preços mais populares parecem fórmula ideal para atrair freguesia ao happy hour que ganha um novo status. Ainda com a luz do sol à vista, muitos aproveitam o fim de tarde prolongado para relaxar com os amigos. É cada vez mais visível o aumento de clientes, garantem os donos, os mais contentes com a mudança de horário.

Para quem é dono de bar, o horário de verão é tão vantajoso como o horário especial do comércio varejista no Natal. “É a melhor época do ano, período de confraternizações de empresas e com fim de tarde prolongado, isso ajuda no consumo de bebidas”, diz o empresário Rodrigo Hata, dono do bar Velfarre, na Rua José Antônio que aproveitou a época para descontos de até 50% em bebidas.

O bar que funciona de segunda a sábado está com desconto no chope Brahma, de R$ 8,00 sai por R$ 6,00 até às 20h, a caipirinha que custa R$ 15,00 fica pela metade do preço. Aos sábados, o balde com seis cervejas Brahma long neck está com 50% de desconto. Também na José Antônio, o Barba Rock tem promoção de chope Pilsen, das 17h às 19h. De R$ 10,00 o copo de 473 ml de chope fica por R$ 7,00. No Butiquim do Ronda, que fica na Rua Cândido Mariano, o happy hour promocional segue até às 20h, com copão de 500 ml de Antártica a R$ 5,00 e batata frita por R$ 10,00, a porção serve três pessoas. Na casa também tem “litrão” a R$ 10,00. No Sacramento, na Rua 15 de Novembro, das 17h às 20h tem happy hour de terça a domingo, com caipirinha em dobro, porções a 15,00, com opções de batata frita, frango a passarinho e calabresa acebolada, além de cerveja Devassa 600 ml por R$ 9,50 e música ao vivo todos os dias.

Em uma quadra da Rua Barão do Rio, entre Pedro Celestino e Rui Barbosa, dois bares estão de portas abertas a partir das 17h. Um deles é o Trampo’s Bar com cervejas mais populares a partir de R$ 5,00 o “litrão”. Também há garrafas de Serra Malte, Original, Budweiser e Einsenbahn a R$ 12,00. A casa ainda tem sinuca e jukebox para a clientela escolher som à vontade. Ao lado, está o Sr. Barão. O atrativo também fica por conta da cerveja. Rótulos como Original, Budweiser e Heineken saem por R$ 10,00 a partir das 17h. E toda quarta-feira, a cada dois chopes, o cliente ganha um. Cada chope custa 9,00. Frequentado por pessoas de todos os estilos, um dos bares mais antigos da cidade também tem happy hour com cerveja, pastel e quibe, fritos. Na Rua Aquidauana, Aguena  Bar serve quibe com e sem recheio de queijo provolone a partir de R$ 7,00. O “litrão” de Antártica custa R$ 10,00 e a Heineken, R$ 12,00. Apesar da cervejinha mais barata e um petisco logo no fim do expediente, o papo do happy hour vira um alerta. A psicóloga Vidalvina Nantes, de 38, orienta sobre os enganos. “Apesar de estar claro, no relógio já está tarde. A gente não pode se enganar com isso, senão fica muito no bar e esquece-se dos compromissos da noite”.

Publicidade