Blitz News
Notícias
Política
Simone Tebet disputará a presidência do Senado

Simone Tebet diz que disputará indicação do MDB à presidência do Senado

Data: 22/01/2019

A líder do MDB no Senado, Simone Tebet (MS), afirmou nesta segunda-feira (21) que vai disputar a indicação do partido à presidência da Casa. A parlamentar anunciou o desejo de concorrer ao posto mais alto do Senado após se reunir com o presidente do MDB, Romero Jucá (RR), em Brasília. O partido, que contará com 12 senadores em 2019, vai se reunir para debater a sucessão de Eunício Oliveira (MDB-CE) no próximo dia 29 de janeiro. Simone deve disputar a indicação com Renan Calheiros (MDB-AL), outro nome do partido cotado para presidir o Senado. A eleição para o comando da Casa está marcada para o dia 1º de fevereir

'Renovação'

Em nota divulgada nesta segunda-feira, Simone Tebet afirmou que "há um clamor por renovação" na política. Ela também defendeu independência, autonomia e soberania do Senado. "É um novo tempo, são novos ventos. É hora de olhar para a frente e nos reinventarmos, sob pena de sucumbirmos. Há um clamor por renovação. Por isso, coloco a minha candidatura na bancada”, afirmou. 

'Não quero ser presidente do Senado.' Também nesta segunda, numa rede social, Renan Calheiros, presidente do Senado por quatro mandatos, afirmou que não quer comandar a Casa novamente. "Olha, não quero ser presidente do Senado. Os alagoanos me reelegeram para ser bom senador, não presidente", disse. Apesar de publicamente afirmar que não quer ser candidato, o senador alagoano, nos bastidores, tem conversado com colegas na tentativa de costurar uma candidatura.

Questionamentos no STF

Uma eventual candidatura de Renan Calheiros é alvo de questionamentos no Supremo Tribunal Federal. Um integrante do Movimento Brasil Livre (MBL) apresentou uma ação na Corte na qual diz que Renan é alvo de investigações criminais "referentes a possível prática de improbidade administrativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro". Renan Calheiros responde a 14 inquéritos no STF sendo que em dois foi denunciado por crimes, mas não é réu em nenhum dos casos.

Publicidade