Blitz News
Notícias
Política
Convênio garante R$ 169 milhões em obras

Com apoio de vereadores, convênio garante R$ 169 milhões em obras para Campo Grande


A segunda etapa do Programa Juntos por Campo Grande vai garantir R$ 169 milhões em obras de pavimentação, drenagem e recapeamento. Vereadores da Câmara Municipal acompanharam, na manhã desta quarta-feira, assinatura de convênio entre Prefeitura e Governo do Estado para viabilizar os investimentos.

A parceria, assinada pelo prefeito Marquinhos Trad e pelo governador Reinaldo Azambuja, vai garantir contrapartida de R$ 15 milhões para obras de infraestrutura com recursos do Governo Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), para manejo de águas pluviais no Anhanduí, pavimentação de diversos bairros e obras de mobilidade urbana, a exemplo do recapeamento e drenagem da Avenida Bandeirantes.

O governador Reinaldo Azambuja enfatizou, durante evento nesta manhã na Prefeitura, a importância das parcerias para beneficiar a cidade. “Este rol de investimentos atende diversas solicitações apresentadas pelos vereadores de Campo Grande”, disse Azambuja, referindo-se a documento entregue pela Câmara com lista de reivindicações, todas com base em solicitações feitas pela população.  

Essa união entre os poderes também foi destacada pelo vereador Prof. João Rocha, presidente da Casa de Leis. “Podemos falar hoje em unidade política entre os poderes, com comprometimento para garantir mais qualidade de vida à população”, afirmou, durante seu discurso no ato de assinatura do convênio.  

Essa é a segunda parceria para execução de obras que beneficiam a cidade. A primeira etapa do Juntos por Campo Grande foi assinada em setembro de 2017, na sede da Casa de Leis, atendendo solicitação dos vereadores, e viabilizou R$ 180 milhões para destravar obras importantes para a cidade, a exemplo da revitalização de trecho da Avenida Ernesto Geisel, onde erosão já ameaçava a pista. 

“Nos sentimos gratificados, junto com todos os vereadores, pois no início do nosso mandato na Câmara e do prefeito Marquinhos Trad na prefeitura fizemos o entendimento de agirmos juntos por Campo Grande. Em conversação com governador, a Câmara encaminhou ofício com rol de solicitações reivindicando contrapartida para obras no momento delicado que a prefeitura estava enfrentando. Hoje estamos vendo desdobramento daquela ação e Campo Grande ganha com a retomada de obras paralisadas e avanço para recuperação de vias estruturantes, drenagem e pavimentação”, afirmou o vereador Prof. João Rocha. 

Estiveram na prefeitura acompanhando a assinatura do convênio os vereadores Delegado Wellington, Enfermeira Cida Amaral, Odilon de Oliveira, Ademir Santana, Pastor Jeremias Flores, Dr. Cury, Valdir Gomes, Papy, Otávio Trad e Junior Longo. 

O prefeito Marquinhos Trad também enfatizou a importância da parceria para o avanço da cidade. “Tivemos coragem de quebrar aquele adagio popular que plano de drenagem pluvial não dá voto porque a obra é feita embaixo da terra. Quando vem temporal, as pessoas enxergam o desastre que é gestor sem planejamento. Com essa assinatura, estamos fazendo com que outros pontos de preocupação do campo-grandense deixem de existir”, salientou. 

Obras 

Segundo informações da Prefeitura de Campo Grande, por meio da assessoria de imprensa, a maior parcela do convênio, R$ 9.658 milhões, complementará os recursos do PAC Pavimentação, para terminar 12 frentes de pavimentação e iniciar outras quatro, abrangendo as regiões da Vila Nasser (etapa A); Jardim Belinatti; Jardim Anache e Complexo José Tavares, beneficiando bairros no entorno do Bairro Nova Lima.

Também está programada a retomada e  conclusão das obras dos Complexos Atlântico Sul (A, B, C e D); Seminário (A,B e C); Mata do Jacinto (A , D e E) e Altos do São Francisco .  Nestas regiões, está prevista  a continuidade do recapeamento da Avenida Tamandaré  (a partir do cruzamento com a Avenida Julio de Castilho) e Euler de Azevedo  e das ruas Tenente Lira e do Seminário.  Ainda será concluída a pavimentação da Rua  Marechal Câmara (seminário etapa A), novo acesso à UCDB.

Dentro do complexo Atlântico Sul, está programado o recapeamento da Rua de Janeiro e Francisco José dos Anjos (Estrela do Sul); travessia da drenagem na Avenida Consul Assaf Trad, eliminando os alagamentos no trecho próximo ao terminal  Nova Bahia; pavimentação da rua lateral da Cônsul Assaf Trad (a partir do Corredor da Nova Lima) e recapeamento de mais um trecho da Cônsul Assaf Trad, até o Atacadão. Como parte do Complexo Mata do Jacinto Etapa A, serão licitadas as obras de controle de erosão no Parque Sóter.

Há ainda, previsão de recapeamento e implantação do corredor do transporte coletivo na Avenida Bandeirantes e na Rua Bahia, por meio do PAC Mobilidade Urbana. Os recursos contemplam ainda contrapartida para as obras de revitalização e controle de enchentes em andamento no Rio Anhandui, que ainda vão exigir desembolso de R$ 36,3 milhões. As primeiras etapas serão concluídas ainda neste ano. 

“Parte dessas obras vai auxiliar a eliminar pontos de alagamentos da cidade”, disse o prefeito, complementando que a gestão tem objetivo de planejar a cidade para o futuro, para os próximos 20 ou 30 anos. Algumas obras devem ficar prontas ainda neste ano. O recapeamento da Avenida Bandeirantes, por exemplo, já está licitado.

Milena Crestani 

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal 

 

Publicidade